Apneia do sono

O que é a Apnéia do Sono?

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), vulgarmente conhecida apenas por apneia do sono é caracterizada por diversos episódios de obstrução parcial ou completa das vias aéreas superiores (nariz, faringe, laringe), impedindo o doente de ter uma respiração normal durante o sono. São consideradas as interrupções completas do fluxo de ar através do nariz ou da boca por um período de pelo menos 10 segundos em adultos. Afecta aproximadamente 30% da população adulta mundial. Cerca de 85% e 90%, vive com a doença sem receber o diagnóstico e continua sem tratamento.

Os Sintomas

Um doente que sofra de apneia poderá apresentar sonolência ao longo do dia, excessiva e não explicada por outros factores. Deverá também ter no mínimo dois dos seguintes sintomas, que também não são explicados por outros factores: engasgo durante o sono, despertar recorrente ao longo da noite, sensação de acordar cansado, fadiga diurna ou dificuldade de concentração; cerca de cinco ou mais eventos respiratórios obstrutivos por cada hora de sono. Estes eventos podem ser designados de apneias, hipopnéias ou esforço respiratório relacionado com o despertar.

O Diagnóstico

O diagnóstico do Síndrome da Apneia poderá ser feito através de um exame ou estudo de sono, vulgarmente denominado de estudo Polissonográfico Nocturno, no qual é feito a monitorização da actividade cerebral e cardíaca, fluxo respiratório na via aérea, movimentos respiratórios e medição da Saturação de Oxigénio no sangue, durante as horas de sono do paciente.

O Tratamento

Para o tratamento da Apneia deverá reduzir alguns dos factores que influenciam a doença, tais como a redução do consumo de bebidas alcoólicas, perda de peso e correcção de eventuais alterações da função tiroideia. Outro tratamento será através da máquina CPAP (continuous positive airway pressure – pressão contínua positiva do fluxo de ar). O paciente usa uma máscara na face e o ar é forçado a uma pressão que excede a pressão de abertura do fluxo de ar, permitindo ao paciente respirar sempre. No entanto, este não será o tratamento mais cómodo, pois existe ainda a opção de fazer a correcção cirúrgica das alterações anatómicas ou mesmo o recurso a próteses bucais.

*Texto revisto por um médico.

CategorySem categoria
Tags
WordPress Lightbox Plugin